Hoje trazemos mais uma péssima notícia para os fãs e consumidores do mundo da tecnologia. Nesta quarta-feira (2) foi aprovada a medida 690/2015 (responsável pelo fim das isenções do Pis/Pasep e Cofins de aparelhos eletrônicos) pela Comissão do Senado que a analisava, com isso, a partir de 1º de janeiro de 2016 o preço de dispositivos como smartphones, tablets, desktops e notebooks ficarão ainda mais salgados.

A nova emenda muda o artigo 28 da lei 11.196/2015 que retira o valor de PIS/Cofins de dispositivos participantes dos programas Lei do Bem e Inclusão Digital (smartphones, tablets, computadores e etc…), o que deverá elevar o valor dos produtos em ao menos 10% que será repassado pelo varejo, já que o valor do imposto é de 11,75%.

A boa notícia é que nos anos seguintes a 2016, aos poucos os incentivos voltarão a ser como antes, assim até o final de 2017 será diminuído em 50% (5,875%), recebendo a mesma redução até o final de 2018 (2,9375%), sendo zerado no fim de 2019.

A isenção era para acabar nesta terça (dia 1º), mas foi votado um adiamento na vigoração do imposto para que as compras de fim de ano aconteçam normalmente e não causem mais problemas na economia no final deste ano de 2015.

Deixe uma resposta