Hoje trazemos mais uma péssima notícia para os fãs e consumidores do mundo da tecnologia. Nesta quarta-feira (2) foi aprovada a medida 690/2015 (responsável pelo fim das isenções do Pis/Pasep e Cofins de aparelhos eletrônicos) pela Comissão do Senado que a analisava, com isso, a partir de 1º de janeiro de 2016 o preço de dispositivos como smartphones, tablets, desktops e notebooks ficarão ainda mais salgados.

A nova emenda muda o artigo 28 da lei 11.196/2015 que retira o valor de PIS/Cofins de dispositivos participantes dos programas Lei do Bem e Inclusão Digital (smartphones, tablets, computadores e etc…), o que deverá elevar o valor dos produtos em ao menos 10% que será repassado pelo varejo, já que o valor do imposto é de 11,75%.

A boa notícia é que nos anos seguintes a 2016, aos poucos os incentivos voltarão a ser como antes, assim até o final de 2017 será diminuído em 50% (5,875%), recebendo a mesma redução até o final de 2018 (2,9375%), sendo zerado no fim de 2019.

A isenção era para acabar nesta terça (dia 1º), mas foi votado um adiamento na vigoração do imposto para que as compras de fim de ano aconteçam normalmente e não causem mais problemas na economia no final deste ano de 2015.

COMPARTILHE
Cursando Engenharia Mecânica, me encontro 4º ano, sempre apaixonado por tecnologia desde criança, este mundo sempre me fascinou e com toda a certeza continua fascinando.

Deixe uma resposta