Com o avanço da tecnologia, também houve avanços nos crimes, desta vez os criminosos estão utilizando o WhatsApp para aplicarem seus golpes. Por ser um dos aplicativos mais utilizados do mundo, ele tem sido alvo de diversas tentativas de golpes. Os criminosos conseguem invadir contas e acabam se passando pelas vítimas para entrar em contato com os seus contatos.

Enquanto o criminoso está utilizando a linha clonada, o verdadeiro dono do número fica sem sinal, impedindo de ter seu acesso novamente ao aplicativo. Sendo assim, os criminosos acabam tentando aplicar golpes, pedindo dinheiro emprestado para parentes e amigos do verdadeiro dono do número.

Aconteceu com um advogado, ele foi vítima do golpe, em uma tentativa de ajudar um amigo que estava precisando de dinheiro, mas na verdade era uma linha clonada.

“Ele me solicitou R$ 1.500 e disse que me devolveria no outro dia. Fiz a transação, mas a sorte foi que o sistema de segurança do banco travou. Fui na minha agência para ver o que tinha acontecido e soube que era um golpe”, lembrou o advogado. “Entrei em contato com meu amigo e disse que o celular dele havia clonado”.

De acordo com a Polícia Civil do Espírito Santo, onde ocorreu o caso, os casos estão sendo investigados, existe uma suspeita de até mesmo funcionários das empresas estão agindo juntamente com os golpistas.

“São dois casos, mas dezenas de pessoas foram envolvidas. Tanto as vítimas que tiveram o seu celular clonado quanto as pessoas que fizeram as transferências”, informou um representante da Delegacia de Repressões aos Crimes Eletrônicas (DRCE).

A DRCE ainda pede aconselha aos usuários do mensageiro, para ativarem a autenticação em dois fatores no WhatsApp. A função funciona como uma maneira diferente para validar o acesso do usuário no serviço.

COMPARTILHE
Estudante de Engenharia da Computação (10º Semestre), 22 anos e colaborador do site Tudo em Tecnologia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here