Pessoas usam eletrônicos diante de projeção do logo do Facebook 29/10/2016 REUTERS/Dado Ruvic

No último domingo, o Facebook informou a mídia que está trabalhando em uma investigação onde uma empresa britânica de nome Cambridge Analytica  vazou informações pessoais de mais de 50 milhões de usuários da rede social nos Estados Unidos. As informações foram usadas para construir um programa informático destinado a prever as decisões dos eleitores e influenciar sobre elas, segundo revelaram neste sábado os jornais “The London Observer” e “The New York Times”.

Paul Grewal, vice-presidente e membro da equipe legal do Facebook,informou: “Estamos dirigindo uma revisão integral, interna e externa, para determinar se são certas as informações de que os dados em questão (roubados) do Facebook ainda existem”. A plataforma de Mark Zuckerberg não está nada contente diante desses fatos. O caso inclusive poderia gerar uma multa multimilionária para o Facebook, pela sua possível violação de uma regulação da Comissão Federal de Comércio dos EUA (FTC) para proteger a privacidade dos usuários de redes sociais. De qualquer forma, o Facebook está trabalhando duro para tentar reverter o ocorrido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here