A operadora brasileira “Oi” vem passando por momentos difíceis financeiramente falando. De acordo com um levantamento obtido pelo governo federal, se a empresa vier a falir, pode gerar problemas em todo território nacional, deixando mais de 2.051 municípios sem internet e telefone.

Informações dão conta que esse “apagão” pode afetar 46 milhões de linhas de telefone celular, 14 milhões de fixos e até 5 milhões de acessos á internet.

Dessa forma, o governo brasileiro anda preocupado com a possível falência da operadora, já que, de alguma forma, todas as outras empresas de telecomunicação dependem da Oi, que alugam sua infraestrutura para atender uma pequena ou grande área de clientes no país.

Como chegou a esse ponto

Desde o ano passado, precisamente em junho, a Oi vem passando por uma recuperação judicial. Em resumo, esse processo, solicitado pela própria empresa, prevê que a justiça brasileira elabore um plano de recuperação. Dessa forma, as dívidas são avaliadas e renegociadas, e a companhia pode pagar sem sofrer com juros altos.

Ou seja, ela não entra em falência, mas trabalha apenas para pagar o que deve, deixando de ser rentável aos investidores. O grande problema é que, por algum motivo, as pessoas que representam a Oi não chegam a um consenso com a justiça para elaborar o plano.

Reprodução: Adjorisc

Cansada disso tudo, a Advocacia Geral da União irá interferir no processo juntamente com a Anatel para finalmente encontrar uma solução. Um novo plano deve ser elaborado ainda em novembro, mas ainda não há data para aprovação.

Para você ter ideia, a Oi deve R$ 64 bilhões, tornando-se a empresa brasileira com a maior dívida na história do país.

Origem do rombo bilionário

Tudo começou quando a operadora decidiu comprar a Brasil Telecom em 2010, e tempos depois, descobriu que foi um grande erro, já que a empresa adquirida tinha uma dívida enorme.

Avançando um pouco no tempo, em 2014 a Oi tentou se fundir com a Portugal Telecom, mas depois de finalizar o processo, descobriu novamente outra dívida gigantesca, mas agora em Euro.

Portugal Telecom
Reprodução: E2 Empregos e Estágios

Daí pra frente você já deve saber, tudo foi acumulando com uma grande bola de neve, fazendo com que a companhia solicitasse a recuperação judicial em 2016.

Em outras palavras, a diretória da Oi não avaliou suas aquisições e, infelizmente, vem amargando um prejuízo bilionário. Se a empresa vier a falir, pode afetar um grande número de brasileiros que, querendo ou não, não tem nada a ver com a história.

5 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta