Um grupo de desenvolvedores descobriu que existe uma brecha grave de segurança em vários dispositivos da Samsung. A falha se utiliza de uma backdoor encontrada no software proprietário da Samsung para seus chipsets e dá permissões a um hacker modificar e controlar remotamente a memória de armazenamento do dispositivo.

O Galaxy S3, Galaxy S2, Galaxy S, Galaxy Tab 2 10.1 e Nexus S já são conhecidos por terem essa brecha, que gera um acesso ao modem do aparelho e com isso ganha acesso a memória de armazenamento. O grupo que descobriu a brecha foi o Replicant e postaram sobre o assunto na Free Software Foundation, que por sua vez pediu que os usuários pressionassem a Samsung para que corrigisse o problema e que a empresa liberasse o software em questão com uma licença de software livre.

Via: SamMobile

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta