O número de dispositivos que utilizam o USB só tem aumentado nos últimos anos, o número de malwares e vírus para infectar que infectam pen-drives, por exemplo, também tem aumentado, porém dependemos muitas vezes que o antivírus limpe os aparelhos dessas ameaças.Porém uma falha foi descoberta que pode afetar qualquer dispositivo que utiliza a conexão USB, pois existe uma maneira de alterar o firmware da conexão desses aparelhos fazendo que o chip do USB consiga infectar os dispositivos que utilizam USB.

Um dos principais problemas desta falha é que nenhum antivírus consegue limpar o aparelho que foi infectado desta maneira, e de acordo com os pesquisadores que descobriram a falha, Karsten Nohl e Jakob Lell, eles fizeram um pequeno malware para infectar o USB de um pendrive e dominaram completamente um computador.

A falha deverá ser apresentada durante a conferência de segurança digital Black Hat em las Vegas, lá deverá ser revelada a solução para que isso seja resolvido, outro ponto comentado é a possibilidade da NSA, agência de espionagem global dos Estados Unidos, de já estar de utilizando desta brecha já há algum tempo sendo um dos recursos utilizados pela agência para se infiltrar em sistemas até então invioláveis.

[ads1]
Fonte

COMPARTILHE
Estudante de Engenharia da Computação (5º Semestre), 20 anos e colaborador do site Tudo em Tecnologia.

Deixe uma resposta