Parece que a novela em torno dos casos de explosões envolvendo Galaxys Note7 está bem longe de terminar.

Após os diversos relatos de explosões, o mais recente deles envolveu a destruição completa de um carro, a Samsung decidiu realizar um recall a nível internacional além de suspender o lançamento do aparelho nos mercados em que ainda estava pendente, causando mais de 1 bilhão de dólares em prejuízo para a fabricante.

A situação da Samsung, que aparentava não ficar ainda pior do que já estava, piorou. O governo indiano decidiu tomar providências bem radicais em relação ao aparelho e resolveu proibir o porte e uso do Note7 em voos no país. O comunicado emitido pelo Governo da Índia informou que, para garantir a segurança das operações e dos ocupantes, os proprietários de aparelhos Note7 não podem ligar ou recarregar o phablet a bordo e nem poderão armazená-los em bagagens de mão.

A Índia não é o único país a tomar medidas do gênero. Na Austrália e no Japão medidas semelhantes também estão sendo adotadas, onde o aparelho foi banido das companhias aéreas Australian Airlines, Qantas, Jeststar e Virgin Australia.

É, pelo andar da carruagem as coisas só tendem a piorar pro lado da Samsung enquanto não resolver esse problema de uma vez.

VIAPhone Radar
FONTEPhone Radar
COMPARTILHE

Deixe uma resposta