A HP Brasil já comercializa há pouco tempo seu “lançamento” para o mercado nacional, o Envy 17-3095BR, que nada mais é que a versão antiga da nova linha Envy. No exterior esse modelo nem é mais oferecido pela loja on-line da HP nos EUA por exemplo. O notebook é imponente, com configuração robusta com i7 2670QM, 8gb de memória ram, 1TB de HD, Radeon 7690XT 1gb, leitor de bluray e tela 17.3″ Full HD 3D, tudo isso por um preço de incríveis R$9999,00 direto da loja on-line da HP. Achou caro o HP Envy 17 vendido no Brasil? É, eu também… mas o pior vem por ai…

O Novo HP Envy 17 3D vendido nos EUA (o nosso é modelo antigo) com i7 3610QM, 8gb, 1TB de HD, Radeon 7850M 1gb (placa de vídeo muito superior a 7690M que equipa o Envy vendido no Brasil), tela 17.3″ Full HD 3D, leitor de bluray por $1549,00. Mas você pode culpar nossos impostos. Realmente a carga tributária é um vilão pra tudo, mas vale lembrar que mesmo colocando 100% de impostos, o preço do Envy 17 3D seria de $3098,00 dólares, ou em média R$6288,00, isso se o notebook fosse vendido com a mesma margem de lucro dos EUA.

O preço do nosso HP Envy 17 3D é tão absurdo que atualmente sai mais barato ir para os EUA comprar o notebook, passar alguns dias de férias e voltar para o Brasil com seu Envy 3D (e isso pagando a taxa de importação de 60%). Será que os nossos impostos são os únicos vilões?

4 COMMENTS

  1. Como tributarista posso afirmar que com td a certeza a culpa desse preço não é somente de nossa carga tributária protecionista e opressora. Claramente eles praticam aqui no Brasil uma margem de lucros ridiculamente alta. Fico pensando se realmente alguém se dispõe a pagar esse valos aqui no nosso país.

  2. Simplesmente ridículo o preço cobrado por esse notebook. E o mais engraçado (ou humilhante) é que as lojas ja abaixaram para 8000 reais (extra,casas bahia) com 12 parcelas suaves de 666,58 o que é praticamente o valor do salario minimo do brasileiro. O incrível (ou revoltando) é que ainda existem idiotas que compram e se acham por pensarem estar adquirindo um produto infinitamente superior só por que ele custa 8000 reais.

  3. O pior é que nem é só com esse notebook, são diversos produtos que eles adicionam taxas que são cobradas por outras taxas, que também são cobradas por outras taxas, formando assim uma ‘escada’ de taxas, onde quem enriquece é o povo do governo, e quem sofre, somos nós. Acho que compensa mesmo juntar um dinheiro, um bom dinheiro e fazer um ‘passeio/compras’ fora do Brasil, porque aqui… aqui não dá.

Deixe uma resposta