A Apple apresentou, junto com o novo iPhone 7, uma cor inédita nos aparelhos da marca. O jet black, ou preto brilhante, realmente é muito bonito e bem chamativo, e foi um dos destaques do evento.

Por outro lado, também vimos que essa nova cor acumula marcas de impressões digitais em sua carcaça com muita facilidade, obrigando o usuário a limpá-lo constantemente. Mas um alerta da própria Apple nos deixou bem intrigados, confira:

O acabamento de alto brilho do iPhone 7 jet black é conquistado através de um processo especializado de nove passos de anodização e polimento. Sua superfície é tão dura como a de outros produtos anodizados da Apple; entretanto, seu brilho pode apresentar finas micro-abrasões com o uso. Se você se preocupa com isto, nós sugerimos o uso de uma das muitas cases disponíveis para proteger o seu iPhone.

Bom, de acordo com o anúncio os novos iPhones jet black arranham com facilidade, mas será que é tão grave assim? Confira o teste abaixo para tirar a dúvida:

A situação é tão crítica que o aparelho foi arranhado por um simples pedaço de tecido, como uma daquelas flanelinhas próprias para a limpeza de telas e lentes de óculos, isso sem falar dos resultados causados por chaves e moedas.

Já a situação abaixo foi obtida com o simples uso no dia a dia, sem ter feito qualquer teste de resistência. O The Verge pegou o aparelho para review e este foi o estado após poucos dias de uso:

A Apple recomendou que os proprietários utilizassem cases para evitar o problema dos arranhões, mas qual o sentido de comprar um aparelho tão bonito e ter que enfiá-lo numa case? E outra, se o aparelho foi arranhado por um simples tecido, imaginem o resultado após o uso prolongado de uma case em que se acumula sujeita dentro?

Mandou mal, heim, Apple.

COMPARTILHE

Deixe uma resposta