Parece que a Samsung ditou tendências com o Galaxy Note7, embora o aparelho não tenha dado tão certo assim e quase tenha virado um atentado terrorista.

Com o fracasso do LG G5, a LG está buscando todas as ferramentas possíveis para evitar que o seu próximo flagship internacional, o G6, seja o mesmo fiasco que o antecessor. Uma das ações da fabricante sul coreana é estudar os aparelhos dos seus concorrentes para absorver o que há de melhor neles para inserir no seu smartphone, e o alvo da vez foi o Note7, da Samsung.

Um dos recursos do Note7 que a LG está de olho é o seu scanner de íris. Embora não tenha estreado a tecnologia, o Galaxy Note7 foi o responsável por trazê-la aos holofotes novamente, dando destaque a funcionalidade e despertando o interesse do público. Com a descontinuação do aparelho da Samsung, a LG espera que possa despertar o interesse dos consumidores ao inserir o scanner no LG G6, dando mais visibilidade ao aparelho.

Outra funcionalidade que a LG pretende inserir no seu dispositivo é o seu próprio sistema de pagamentos móveis, o LG Pay. Embora a tecnologia também seja usada pela Apple, com o Apple Pay, e pela própria Google, com o Android Pay, a Samsung é a única que utiliza a transmissão MST, ou Magnetic Secure Transmission, permitindo que a funcionalidade seja utilizada até em maquinetas que não possuem NFC devido a que o celular cria um campo magnético ao se aproximar da maquineta, simulando a ação de um cartão.

Com esses adicionais, além das melhorias que a fabricante irá fazer, a LG espera que o G6 ganhe mais mercado que sua versão anterior, além de não causar o mesmo prejuízo que o G5 causou. Seu lançamento está previsto para ocorrer no primeiro trimestre de 2017, porém ainda sem data específica marcada.

FONTEKorea Herald
COMPARTILHE

Deixe uma resposta