Parece que a novela envolvendo o Galaxy Note7 ainda está longe de chegar ao fim. Embora a fabricante tenha dado início a um recall a nível internacional para substituir os milhares de aparelhos defeituosos, onde vários deles explodiram, inclusive um deles destruiu um carro completamente e outro queimou uma criança, os problemas ainda continuam surgindo.

Os novos defeitos da vez estão sendo apontados exclusivamente por consumidores da Coreia do Sul, onde informam que os novos aparelhos recebidos estão com problema de superaquecimento e perda da carga de bateria enquanto carregam.

Ainda não há informações exatas de quantos aparelhos estão apresentando o problema, mas, até o momento, só os clientes da Coreia do Sul estão reclamando, enquanto os quase 500 mil aparelhos que foram substituídos nos EUA ainda não apresentaram defeito.

A Samsung informou que já está analisando os casos minuciosamente e já chegou a uma pré-conclusão de que os problemas não estão relacionados às baterias, sendo casos locais isolados, e que podem estar relacionados a um problema de lote.

Em paralelo aos casos de defeito, a Samsung já reiniciou as vendas do Note7 corrigido nos Estados Unidos e espera relançar o phablet em mais países no máximo até o final de novembro. Já em relação ao Brasil, que teve o lançamento adiado, ainda não há informações de quando o Note7 chegará por aqui.

Deixe uma resposta