A situação em que o Galaxy Note7 se encontra está ficando fora de controle. A Samsung está tentando corrigir as falhas de todas as formas possíveis, chegando ao extremo de realizar uma substituição em massa a nível global, causando prejuízos na casa dos bilhões de dólares, mas tudo parece ser em vão.

Mesmo com o recall e depois de ter refeito vários componentes do aparelho, além de substituir o fornecedor de baterias, a novela envolvendo explosões dos Note7 estão longe de terminar.

Mais dois novos casos envolvendo explosões do Note7 surgiram nos EUA. O primeiro envolveu uma adolescente de 13 anos chamada Abby Zuis. A garota estava segurando o Note7 quando sentiu uma sensação estranha de queimação, com isso ela deixou o aparelho cair que, logo após, começou a fumaçar e derreteu a sua case. Felizmente os danos não foram sérios e a menina só teve uma pequena queimadura em seu polegar.

O segundo foi um pouco mais grave e ocorreu em Kentucky. O Note7 de um homem começou a fumaçar em seu quarto durante à noite, enquanto o mesmo dormia. Como o rapaz não percebeu por estar dormindo, acabou inalando a fumaça que saia do aparelho, o que acabou levando-o ao hospital.

A Samsung, através de uma declaração, informou que está ciente do caso e que está trabalhando com autoridades e especialistas para conseguir chegar à origem do problema.

O que mais está sendo recomendado no mundo inteiro é que os consumidores devolvam seus aparelhos Note7 e evitem comprar o modelo pois estarão colocando suas vidas em risco.

Deixe uma resposta