Novos estudos informam que a radiação do celular provavelmente não vai matar você

Sabemos que hoje em dia o uso dos smartphones e celulares são indispensáveis. Mas muitos boatos correm por aí que eles podem provocar câncer á longo prazo. Será que isso é mesmo verdade? De acordo com dois estudos governamentais realizados pelo National Toxicology Program (NTP), a radiação do celular provavelmente não matará alguém. No entanto, é sensato usar o bom senso e tomar certas precauções.

 “Se existe um risco, é pequeno”, disse o cientista sênior do NTP, Dr. John Bucher. Os estudos usaram ratos que foram expostos à radiação de radiofrequência (RFR), como o tipo que é emitido por celulares e fornos de microondas. Os ratos que estavam expostos à RFR estavam tão saudáveis quanto aqueles que não estavam expostos, e alguns dos que foram submetidos à radiação acabaram inclusive vivendo por mais tempo.

O Dr. John dá dicas para se proteger contra a radiação emitida pelo celular. Ele sugere que usuários de celulares reduzam a exposição ao não bloquear seus aparelhos contra os ouvidos. O médico apontou que isso “reduz dramaticamente a sua exposição à radiação. A radiação do celular diminui dramaticamente com a distância”. Na hora de dormir, ele ainda recomenda que os usuários mantenham os dispositivos á certa distância da cama. Outra dica bem legal também seria colocar o dispositivo no modo avião, pois ele corta todas as conexões presentes no aparelho.

Via
PhoneArena

Felipe Lupetti

Focado na área da tecnologia e Smartphone, 29 anos e redator do site Tudo em Tecnologia.

Você vai gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close