A Research In Motion, empresa canadense que fabrica os aparelhos Black Berry, registrou para o primeiro trimestre do ano fiscal de 2013 um prejuízo de $518 milhões de dólares.
Números muito piores do que esperavam analistas. Com isso, mais 5.000 funcionários, quase 30% do total, serão demitidos.

No ano de 2011, suas ações tiveram uma queda de 70%, a RIM perdeu uma fatia considerável do mercado para os dispositivos com Android e iOS. Sua participação no primeiro trimestre de 2012 é de apenas 2,4% em consideração aos 19,9% do ano de 2009.

A grande esperança era o lançamento do Black Berry 10, que foi adiado para o primeiro trimestre de 2013. Analistas estão extremamente pessimistas em relação ao futuro da RIM e não descartam a possibilidade de quebra da empresa.

Ao que tudo indica, a RIM tem apenas 2 possíveis caminhos. O primeiro seria encontrar um novo sistema operacional para os seus aparelhos e uma suposta negociação estaria em andamento com a Microsoft para a utilização do Windows 8.
O outro caminho seria a venda dos negócios de rede (network) para outras empresas, o que possibilitaria a utilização de seus serviços de comunicação altamente seguros em outros aparelhos, tendo como alvo principal as empresas e agências governamentais.

 

Deixe uma resposta