Saiba como funciona a segunda câmera traseira do OnePlus 5T

O OnePlus 5T foi anunciado em Nova York há alguns semanas. O novo modelo chega ao mercado seis meses após o lançamento do OnePlus 5, e apesar de trazer algumas diferenças, sendo a principal delas uma tela 18:9, o aparelho não é uma grande atualização. Porém, isso não significa que o gadget seja igual ao seu antecessor, já que o dispositivo entrega algumas mudanças notáveis, uma delas é a câmera.

Assim como seu irmão mais velho, o 5T traz uma configuração de câmera dupla na traseira, mas como uma diferença. Embora ambos compartilhem da mesma lente grande angular no sensor primário, o 5T trocou a câmera de telefoto por uma otimizada para pouca luz.

A qualidade também foi aprimorada graças ao sensor Sony IMX 376K de 20MP, que substitui o IMX 350 do OnePlus 5. No entanto, o novo dispositivo possui a mesma distância focal de 27,22mm e abertura de f/1.7. Isso significa que o modelo não tem a capacidade de realizar zoom óptico, e todo zoom é feito digitalmente.

Imagem capturada pelo OnePlus 5T

Quando a câmera do OnePlus 5T detecta níveis de luz abaixo de 10 lux, automaticamente o aparelho muda do sensor primário para o secundário. O mesmo usa uma tecnologia que a OnePlus chama de “Tecnologia de Pixel Inteligente”, que combina os dados de quatro pixels em apenas um. Em outras palavras, a câmera gera uma imagem de 5MP que possui os dados de um sensor de 20MP.

O resultado final é mais “suave”, porém não entrega o mesmo nível de detalhes de uma imagem original de 20MP, entretanto, ela é mais limpa e com menos ruídos, além de sai mais “brilhante” devido ao sensor de pouca luz. No final de tudo, ao compartilhar a imagem em uma rede social ou até mesmo visualizá-la na tela do aparelho, é difícil notar que não é uma imagem de 20MP.

Em testes feitos com o OnePlus 5T, foi difícil tirar uma foto em lugares mais escuros usando a lente principal, afinal, o usuário tem que ser rápido para registrar a imagem antes que o dispositivo alterne para o sensor secundário, porém, no teste isso foi possível. Como podemos ver, a imagem ficou visivelmente subexposta em comparação com a foto feita pelo sensor especializado em pouca luz.

Além da OnePlus melhorar o desempenho em ambientes escuros, a câmera secundária também entrega duas funções adicionais: modo retrato e autofoco. O modo retrato usa a segunda lente para capturar a profundidade e a câmera principal registra a imagem. O OnePlus 5T também tem um sistema de autofoco interessante, que funciona basicamente assim: independente da câmera que está filmando, a outra sempre estará ligada e capturando informações de profundidade. Sendo assim, o aparelho consegue determinar a distância do objeto para a câmera e ajustar rapidamente o foco.

Como mencionamos anteriormente, o zoom óptico não está mais disponível no 5T, sendo tudo feito por software. Isso pode não ser um retrocesso tão grande, afinal, quando o zoom óptico do OnePlus 5 estava no limite e fora de boas condições de luz, o aparelho recorria ao uso do zoom digital.

Por fim, o conjunto de câmeras do OnePlus 5T parece ser a solução perfeita para os fãs da empresa, entregando ótimas imagens em diferentes ambientes, principalmente aos que reclamavam da baixa qualidade das fotos tiradas pela versão anterior em ambientes mais escuros.

Via
GsmArena

Você vai gostar

Deixe uma resposta

Close
Close