A Samsung vem enfrentando problemas com o Galaxy Note7 desde o seu lançamento no mercado internacional. Diversas falhas e instabilidades técnicas, incluindo até alguns relatos de explosões, vem sendo divulgadas a respeito do poderoso phablet e, mesmo que o número de aparelhos instáveis não seja grande, a Samsung se comprometeu em manter a segurança de seus clientes oferecendo recall a nível global ou devolução do valor pago no aparelho.

Com base nos problemas apresentados, a Samsung optou por adiar o lançamento do Note7 em alguns mercados, incluindo o Brasil. A data marcada para o início das vendas era dia 12 de setembro, com custo inicial de R$ 4.299, mas agora não há nenhuma previsão concreta para a liberação das vendas.

O presidente da divisão de dispositivos móveis da Samsung enviou uma nota a respeito do ocorrido, onde destacou que houveram 35 casos relatados globalmente e também comentou sobre o adiamento do lançamento no Brasil. Confira:

“A Samsung tem o compromisso de produzir produtos de alta qualidade e, por isso, levamos cada relatório de incidente de nossos clientes muito a sério. Em resposta a casos relatados recentemente do Galaxy Note7, realizamos uma investigação minuciosa e encontramos uma questão referente à bateria. Até o dia 1º de setembro ocorreram 35 casos que foram relatados globalmente e estamos atualmente realizando uma inspeção completa com os nossos fornecedores para identificar possíveis baterias afetadas no mercado onde os produtos já foram vendidos.

No entanto, como a segurança dos nossos clientes é uma prioridade absoluta para a Samsung, interrompemos as vendas do Galaxy Note7 nos países onde o produto já estava sendo comercializado. Para os clientes desses mercados que já têm um Galaxy Note7, a Samsung voluntariamente substituirá o aparelho atual por um novo nas próximas semanas. Estamos trabalhando em conjunto com os nossos parceiros para garantir que a experiência de substituição seja a mais conveniente e eficiente possível. A Samsung destaca que o produto ainda não foi comercializado no Brasil e seu lançamento no país será adiado. Esse processo visa garantir que a Samsung continuará a fornecer produtos da mais alta qualidade aos nossos clientes. ”

A Samsung também destaca que não oferecerá resistência para substituir o aparelho e que os clientes que adquiriram um Galaxy Note7 defeituoso devem entrar em contato com a fabricante para receber outro aparelho ou, caso não queira, o dinheiro de volta.

COMPARTILHE

Deixe uma resposta