Meses atrás, 2.421 motoristas moveram uma ação contra a Uber, acusando a empresa por cobrar tarifas exageradas nas corridas. Acusaram também a Uber de quebrar um contrato por incluir impostos sobre vendas e uma taxa “Black Car Fund”.

Além disso, a empresa foi acusada de lançar um anúncio dizendo aos motoristas que poderiam “dirigir e ganhar 5 mil dólares garantidos” no primeiro mês trabalhando no serviço. A Uber, no entanto, concordou em pagar até 3 milhões de dólares para encerrar essa história.

Para resolver o caso, um acordo preliminar foi protocolado na segunda-feira junto à corte federal no Brooklyn, em Nova York, e requer aprovação do juiz distrital dos Estados Unidos Nicholas Garaufis.

Após todas as acusações propostas, a companhia negou todas as acusações, e fechou acordo sem admitir os erros, evitando mais falatórios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here