Acer Aspire S3

Com a chegada dos tablets no mercado, o mesmo virou uma sensação no mercado e muito se especulou se o mesmo iria tomar muito as vendas dos notebooks. Bem, até agora quem precisa de um notebook, não vai se satisfazer com um tablet. Apenas se seu uso for o básico e apenas pessoal, nada profissional, já que a falta do teclado prejudica a produtividade. O tempo foi passando, os tablets cairam de preço, se popularizaram mais, porém muito longe de afetar as vendas dos notebooks como muita gente imaginou. O tablet virou um complemento e não um substituto.

 

Toshiba Portege Z830

Com a chegada dos Ultrabooks, as coisas tende a esquentar mais nesse sentido, e quem deve sentir mais são os notebooks de entrada principalmente, caso os Ultrabooks consigam se popularizar não só no querer, mas também no alcance de boa parte dos consumidores. Os modelos superportáteis garantem boa performance, capaz de carregar um Intel Core i7 ULV, além de serem leves e possuir ótima autonomia da bateria. Como falado em linhas anteriores, tendem seriamente a substituir os notebooks de entrada com Pentium e até mesmo os modelos com i3. O fator limitante para a popularização desses modelos sem dúvidas é o preço, que atualmente fica na casa dos $1000,00 dólares. Mas com a produção em maior escala e um mercado competitivo, sem dúvidas esse preço tende a cair bastante, assim como aconteceu com os tablets.

 

Lenovo U300s

Vários fabricantes estão investindo muito no seguimento, como a Acer, Toshiba, Lenovo e Asus, sendo essa última pioneira no seguimento com o UX-21, que veio para competir com o Macbook AIR.

 

Asus UX-21

Se atualmente tudo indica que os Ultrabooks chegaram para ficar, as coisas tendem a melhorar ainda mais para eles com a chegada dos novos processadores da Intel, Os Ivy Bridge de 22nm que está previsto para o primeiro semestre de 2012. É esperar para ver…

 

Confira um vídeo mostrando Ultrabooks citados:

 

Deixe uma resposta