Xiaomi quer se tornar uma empresa de US$ 100 bilhões

Informações apontam que a Xiaomi pretende iniciar seu IPO (oferta pública inicial de ações), e já escolheu seus parceiros. A empresa teria selecionado os bancos Morgan Stanley e Goldman Sachs Group para investir em sua abertura de capital. Além disso, Credit Suisse Group AG e Deutsche Bank AG também foram citados.

E acredite ou não, a fabricante chinesa pretende atingir uma avaliação de até US$ 100 bilhões, algo em torno de R$ 320 bilhões. A última rodada de investimento, feita em 2014, avaliou a Xiaomi em US$ 45 bilhões. Lembrando que, caso a empresa consiga esse montante, esse será o maior IPO desde a abertura de capital do Alibaba, que conseguiu US$ 25 bilhões.

Xiaomi Mi Mix 2

Apesar da Xiaomi ser uma grande fabricante de smartphones e ter ótimas vendas em mercados importantes como Índia e Rússia, além da própria China, a empresa investe em muitas startups e possui um grande portfólio de produtos, desde weareables até panelas.

Os analistas apontam que esse grande ecossistema da Xiaomi pode dar “empurrão” para a companhia alcançar os US$ 100 bilhões. Infelizmente, não há informações sobre quando e onde acontecerá esse grande investimento.

Via
Tecmundo

Wagner Pedro

Apaixonado por tecnologia e smartphones, editor de conteúdo audiovisual e redator do Tudo em Tecnologia.

Você vai gostar

One Comment

  1. A empresa sem dúvida tem ótimos produtos, e atua em vários segmentos com um preço justo e apostando sempre no custo benefício, sem deixar de lado a qualidade de seus produtos, tem tudo para dar certo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close