A empresa chinesa Xiaomi, atual empregadora de Hugo Barra, que antes trabalhava diretamente com a equipe do Android da Google, vem conseguindo crescer bastante no mercado graças ao excelente custo-benefício dos seus smartphones. Com o Xiaomi Red Rice (Hongmi) lançado a alguns meses atrás, a empresa começou a se popularizar de maneira bastante rápida em sua terra natal, devido as excelentes especificações de Hardware do Red Rice, tudo por um preço bastante acessível de US$ 130. O Red Rice(Hongmi) possui uma tela de 720p com 4,7 polegadas, processador MediaTek MT6589T 1.5GHz, 1 GB de RAM e uma câmera traseira de 8 Megapixels.

A Xiaomi no momento só atua na China, e os interessados que vivem no resto do mundo provavelmente só encontraram seus aparelhos por preços consideravelmente mais elevados. Outro problema para os compradores que não residem na China é que o aparelho só tem suporte ao 3G TD-SCDMA chinês, ou seja,  sem acesso à internet rápida na Europa ou no resto do mundo.

Para a grande felicidade dos fãs internacionais, a Xiaomi lançou uma versão compatível com WCDMA poucos dias atrás, e a demanda tem sido alta o suficiente para alcançar a marca de 100 mil unidades vendidas em apenas 4 minutos e 5 segundos, de acordo com a empresa. Os aparelhos compatíveis com WCDMA foram direcionados a China Unicom, porém é muito provável que estes deverão ser revendidos por pessoas de todo o mundo.

Segundo os rumores, a empresa contratou o vice-presidente de gerenciamento de produtos Android, do Google, Hugo Barra , justamente com a proposta de efetuar uma expansão internacional.

Fonte: PhoneArena

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here