Análise Iphone 11: Vale a pena comprar?

Assim como ocorreu com outras fabricantes de smartphones, a Apple decidiu inovar em 2019 ao lançar os novos iPhones. A nova geração marcou presença com um total de três variantes, onde temos o iPhone 11, 11 Pro e 11 Pro Max. No review a seguir, detalhamos tudo o que o modelo principal (iPhone 11) tem a nos oferecer.

Design e acabamento

Ao olharmos para o iPhone 11, vemos claramente que a Apple não trouxe novidades em termos de desig, ao menos na parte frontal. No entanto, a parte traseira teve mudanças, embora não tenham sido tão aprovadas pelo público. Acontece que o design quadrado onde a empresa inseriu as câmeras parece não ter sido a melhor escolha, algo inclusive já visto em outros aparelhos por aí.

Agora falando sobre construção, o iPhone 11 certamente se destaca com acabamento em alumínio série 7000. Além disso, possui a incrível certificação IP68 tendo proteção contra água e poeira. Contudo, os mais observadores notarão que a empresa não cobrirá danos por líquidos. Em outras palavras, caso mergulhe com seu smartphone na piscina e entre água nele, você terá que arcar os as despesas.

Bateria

Apesar da capacidade de bateria do iPhone 11 não agradar em números, ela possui uma autonomia muito boa. Nos testes práticos, o smartphone foi tirado da tomada por volta das 09hh00 com 100% de carga e se manteu ligado o dia inteiro e com uso moderado, se manteu ligado até o próximo dia por volta das 18h00. Assim, a capacidade de 3.110mAh foi capaz de manter o aparelho ligado por quase dois dias.

Como ponto negativo, o carregador incluso na caixa do iPhone 11 decepcionou demais. Infelizmente, ele foi capaz de carregar completamente o aparelho em um período de 3 a 4 horas, algo surreal para smartphones nessa faixa de preço. Contudo, você ainda poderá ter acesso ao carregamento rápido de 18W, comprando-o por fora.

Tela e Desempenho

Como já citado, a tela do iPhone 11 lembra muito a vista no iPhone XR de 2019. Ela tem 6.1 polegadas com resolução apenas HD+. Assim, sentimos falta de mais nitidez no display em relação à outros smartphones da concorrência. Por outro lado, apresenta boas cores, bom nível de brilho mesmo sob condições de luz forte e proteção oleofóbica contra marcas de dedo.

Em termos de desempenho, o iPhone 11 inclui um chipset A13 Bionic com chip de 2x 2.65 GHz Lightning + 4x 1.8 GHz Thunder. Além disso, tem poder de fogo com a Apple GPU e 4GB de RAM. Nos testes práticos, o smartphone roda tudo o que estiver disponível na loja de aplicativos, sem travamentos. As transições são rápidas, além de ser capaz de abrir aplicativos de forma bem ágil. Além disso, promete longevidade com o sistema IOS 13, um vez que é passível de atualizações por longa data.

Som e conectividade

Em termos de áudio, o iPhone 11 agradou demais. Ele vem equipado com dois auto-falantes externo, sendo um na parte superior e outro na parte interior. Diante disso, temos uma excelente qualidade sonora, tanto em relação ao volume, como também em qualidade de som. Além disso, a empresa mandou super bem ao acrescentar um excelente fone de ouvido dentro da caixa do aparelho.

Passando para conectividade, temos tudo o que podemos esperar de um smartphone emblemático. Dessa forma, o iPhone 11 inclui NFC (plataforma que realiza pagamentos sem cartão de crédito), e todas as bandas 4G disponíveis no Brasil. Além disso, possui o novo E-SIM (chip virtual), sendo ótimo caso você perca seu smartphone.

Câmeras

iPhone 11 pré-venda

No departamento das câmeras, o iPhone 11 apresentou novidades em relação à geração passada. Ele inclui uma câmera para selfies de 12MP com abertura f/ 2.2, sendo capaz e realizar vídeos Full HD e 4K de 30 até 60 FPS. Por outro lado, recebeu ainda novidades na câmera traseira secundária, que agora é uma ultra grande angular de 12MP. Além disso, o sensor principal possui 12MP e estabilização óptica de imagem.

Nos testes práticos, o aparelho se saiu muito bem em fotos frontais, fazendo excelentes selfies em ambientes bem iluminados. Em vídeos com a câmera frontal, o iPhone 11 também mandou bem, ficando dentro da média em relação aos concorrentes na mesma faixa de preço. Todavia, o maior destaque é a captação de áudio, estando muito à frente do seu concorrente direto, o Galaxy Note 10 Plus. Já a câmera traseira faz também ótimas fotos, mesmo sob condições de baixa luminosidade.

Vale a pena comprar?

Quando a Apple anuncia algum lançamento, já esperamos que o preço não seja ago que agrade. Como já informado, o iPhone 11 de 64GB foi lançado no mercado brasileiro custando cerca de R$ 5.000. Assim, ele está bem longe de ser um bom custo-beneficio, exceto por promoções rápidas. Contudo, se você preza por qualidade e não se importa com o preço, poderá investir sem medo no iPhone 11. Mas ressaltamos que valerá a pena olhar para a grande gama de smartphones com Android que possuem a mesma qualidade (ou até mais) e um preço bem mais baixo.

REVER GERAL
DESIGN
8,2
BATERIA
9,5
CÂMERAS
9,5
DESEMPENHO
9,9
TELA
8
CUSTO-BENEFÍCIO
7,5

Deixe uma resposta