Calma, calma, nós sabemos que o iPhone 5 começou a ser vendido no dia 14, mas não estamos falando do iphone da Apple…

Por mais acostumados que estamos em quando falamos de iphone lembrarmos imediatamente da Apple, nos brasileiros teremos que nos acostumar com a pergunta “mas esse iphone é o da Apple ou da Gradiente?”. E exatamente isso, a Gradiente, em solo brasileiro, possui o registro de marca da marca “iphone” e não, ela não registrou junto ao INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial) após o lançamento mundial da maçã, a IGB Eletrônica S.A, sucessora da Gradiente S.A, é a única “dona” da marca no Brasil e continuará até, pelo menos, 2018, isso é algo bem parecido com o que acontece com os produtos Nexus do Google, que não podem ter esse nome por aqui por causa da Nexus Telecomunicações.

Segundo a própria Gradiente, ela fez o pedido de registro em 2000 e foi concedido em 2008. Você deve estar se perguntando ai “mas o iPhone da Apple não foi lançado em 2007?”. Sim, foi, mas não no Brasil. O primeiro iPhone nunca chegou oficialmente aqui, só apartir do iPhone 3G a Apple começou a comercializar o seu smartphone por aqui, ou seja em 2008. Ficando bem claro que a Gradiente já pediu a exclusividade do nome muito antes da Apple sonhar em fazer o iPhone ou vender no Brasil. A Gradiente ainda anunciou algumas especificações do seu iphone Neo One, que terá uma câmera de 5MP, conexões 3G e Wi-Fi, cartão de 2GB, suporte a dois chips, rádio FM e Android 2.3.4 (direto do túnel do tempo…).

Via: Olhar Digital

2 COMENTÁRIOS

  1. O primeiro som stereo da minha casa, foi um Gradiente M 188 Double Deck Stereo, com radiola e dois decks de fita cassete, quando moleque eu achava o máximo, adorava gravar as músicas das rádios, isso em 1992…rsrsrs

    Gradiente fabricando smartphone? ou Iphone?

    ” O Retorno dos Mortos Vivos” em breve….kkk

Deixe uma resposta