A Motorola lançou recentemente no mercado brasileiro o novo Moto G5 Plus. O modelo G5 agora conta com um corpo metálico, novo design e leitor biométrico nas duas versões.

Outro modelo que é destaque na categoria dos intermediários é de uma fabricante brasileira, o Quantum Fly, novidade no mercado chegou para competir à altura com seus concorrentes.

Será que a Motorola conseguiu superar o Quantum Fly, confira.

MOTO G5 PLUS vs QUANTUM FLY

DESEMPENHO E HARDWARE

O Moto G5 Plus recém lançado no mercado brasileiro conta com chipset Snapdragon 625 64-bit, octa-core de 2.0 GHz e GPU Adreno 506 e a memória RAM é de 2 GB. O armazenamento agora é 32 GB podendo expandir com cartão MicroSD.

Já o Quantum Fly foi o primeiro smartphone no Brasil a desembarcar com chipset de 10 núcleos. Ele conta com o MediaTek Helio X20 64-bit deca-core, (sendo 2x Cortex-A72 de até 2.1 GHz + 4x Cortex-A53 1.4 GHz + 4x 1.8 GHz) e a memória RAM é de 3 GB. O armazenamento também possui 32 GB podendo expandir.

Os dois smartphones contam com leitores de impressões digitais, mas o Moto G5 Plus conta com TV Digital.

O Quantum Fly possui um processador mais potente que o Moto G5 Plus, além disso a memória RAM também é superior garantindo melhor desempenho em multitarefas. Só no armazenamento que os aparelhos empatam. Mas a vitória em performance no duelo Moto G5 Plus vs Quantum Fly vai para o smartphone brasileiro.

CÂMERAS

A Motorola trouxe a nova versão com sensor de 12 megapixels na parte traseira, flash dual-LED e possui abertura f/1.7, o zoom digital agora chega até 8x e podendo gravar vídeos em até 2160p ou 1080p a 60 FPS. A câmera frontal tem 5 megapixels com abertura f/2.2.

O Quantum Fly possui 16 megapixels com flash dual-LED e abertura f/2.0 na parte traseira, além de fazer vídeos em 1080p. Na parte frontal o aparelho conta com 8 megapixels com ângulo de visão de 80º e flash LED.

Quando o quesito é câmera, o ideal é um teste em mãos, tirando fotos nas mesmas circunstâncias para ver o resultado final. Mas tecnicamente e na prática não temos dúvidas que Moto G tem boa vantagem nesse quesito, além de gravar em 4K em 30 FPS em 60 FPS na resolução de 1080P, além disso uma abertura maior garante foto com uma iluminação melhor.

TELA

O Quantum Fly tem tela de 5,2 polegadas LCD com resolução Full HD, com acabamento 2.5D e protegida por Gorilla Glass 3.

Já o aparelho da Motorola tem tela de 5,2” IPS e também possui resolução Full HD e proteção Gorilla Glass 3.

Já neste quesito a batalha entre Moto G5 Plus vs Quantum Fly sai com empate claro!

SISTEMA

O Moto G5 por ser mais recente já vem com sistema operacional Android 7.0 Nougat de fábrica. O Quantum Fly tem como sistema o Android 6.0.1 Marshmallow, mas a fabricante já prometeu o lançamento da nova versão.

O Moto G5 deve receber outras versões além do Android Nougat o que coloca em vantagem em relação ao concorrente. O Quantum Fly deverá receber em breve o Android 7.0 Nougat, mas nesse ponto o Moto G5 leva vantagem.

BATERIA

A bateria dos dois aparelhos conta com 3.000 mAh, mas o Moto G5 Plus vem com carregador turbo que pode fazer com que o aparelho recarregue mais rápido. E como chipset MediaTek consome mais, certamente aqui temos vantagem do Motorola/Lenovo.

PREÇO

O Moto G5 Plus desembarcou no Brasil por R$ 1.499, mas já pode ser encontrado por menos de R$ 1.350,00.

Já o Quantum Fly estreou no Brasil por R$ 1.449, mas já pode ser encontrado na faixa de R$999,00.



CONCLUSÃO

O Quantum Fly vai ser uma ótima escolha para quem quer um aparelho com um desempenho maior e não quer gastar muito, pois o aparelho brasileiro chega a ser R$300 mais barato para quem vai comprar parcelado.

Moto G5 Plus vs Quantum Fly

Já o Moto G5 Plus vai ser a melhor escolha para quem quer fotos com melhor qualidade, além de mais autonomia de bateria e tecnologia de carregamento rápido.

E você, qual vai escolher?

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta