Um dos aparelhos mais procurados ai na faixa de preço de R$600 a R$800 para quem vai importar é o Xiaomi Mi A1. Recebi o smartphone para análise, mas antes do review completo você vai ver as minhas primeiras impressões.

Estou usando o Xiaomi Mi A1 como smartphone principal e já dá para trazer os principais pontos, tanto os positivos, como os negativos.


ONDE COMPRAR?

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS:

  • CHIPSET: Snapdragon 625 64-bit
  • PROCESSADOR: Octa-core de até 2.0 GHz
  • GPU: Adreno 506
  • MEMÓRIA RAM: 4 GB
  • MEMÓRIA INTERNA: 64 GB (expansível)
  • CÂMERAS: Dual 12 megapixels com flash LED e frontal com 5 MP
  • TELA: 5.5″ LTPS com resolução Full HD
  • BATERIA: 3080 mAh
  • DIMENSÕES: 15.5 cm x 7,5 cm x 7,3 mm (A x L x E)
  • CONEXÕES: WiFi AC, Bluetooth 4.2, USB Tipo-C, 4G LTE
  • SISTEMA: Android 7.1.2 com atualização garantida para 8.0

PRIMEIRAS IMPRESSÕES: XIAOMI MI A1

PONTOS POSITIVOS

1 – DESIGN BELÍSSIMO E ACABAMENTO PREMIUM

Se beleza é fundamental na sua escolha, então certamente o Xiaomi Mi A1 é dos primeiros da lista, pois sem dúvidas é belíssimo e o aparelho mais bonito fabricante pela empresa chinesa até o momento.

A construção também não fica para trás, é um smartphone com corpo em metal de excelente qualidade, ficando bem sólido nas mãos, o que passa segurança e uma sensação de smartphone bem mais caro.

2 – DESEMPENHO MUITO BOM

Equipado com Snapdragon 625 Octa-core 2.0 GHz, a performance do Mi A1 é excelente e o smartphone sempre responde rapidamente os comandos. Para o dia a dia, alternou muito rápido entre os apps mais usados, como Facebook, WatsApp, Chrome, etc.

Os 4 GB de memória RAM são mais que suficientes para um multitarefa muito bom, enquanto o armazenamento de 64 GB também dão conta bem do recado.

3 – BOAS CÂMERAS

A câmera dupla cumpre muito bem seu papel com as fotos no modo retrato, onde conseguem imagens excelentes. É claro que você não vai comprar um aparelho de R$650 a R$750 e esperar a qualidade de um flagship, como S8.

Dentro de sua proposta e segmento, tanto a câmera frontal como a traseira agradam.

4 – ANDROID PURO

Como a maioria já sabe, o Mi A1 é o primeiro smartphone da Xiaomi a chegar com Android puro, então isso é bom para receber updates primeiro e também com menor consumo de memória RAM, o que deixa ele mais responsivo.


PONTOS NEGATIVOS

1 – SLOT HÍBRIDO

Assim como os outros Xiaomi, o Mi A1 tem slot híbrido, então, ou usa os dois chips ou então 1 chip e um microSD, não sendo possível usar dois chips + microSD.

2 – CADÊ O ANDROID 8?

Já foi noticiado em vários lugares, inclusive aqui no Tudo em Tecnologia que o Mi A1 foi atualizado para Android 8.0, mas o meu aparelho não recebeu o update via OTA até o momento, mas pelo menos já tem patch de segurança de dezembro.


 O que você quer saber sobre o Xiaomi Mi A1? Deixe seu comentário que irei responder!

8 COMENTÁRIOS

  1. Para receber o Oreo, vc precisa limpar os dados do app “Estrutura dos serviços do Google”, caso seu aparelho esteja em português ou “Google Services Framework” caso esteja em inglês. Depois disso mande o dispositivo checar por atualizações de sistema. Voilà! Obrigado, de nada! #paz

  2. Já vi vários reviews dele e todos estão sendo extremamente positivos, elogios principalmente para câmera, desempenho e fluidez e bateria, no meu ponto de vista só pecou por não ter NFC, de resto baita aparelho!

  3. Lembrando o carregamento rápido é o QC 2.0 e não o 3.0 como deveria ser pois o processador aguenta o QC 3.0.
    A Xiaomi tem que parar de deixar o QC de lado já que seus concorrentes estão usando e isso faz diferença e focar no app da camera. Tem um comparativo no YouTube que mostra a camera do mi a1 com port da google cam e a diferença é brutal ou seja o sensor é bom mas a Xiaomi que peca no processamento da imagem.

Deixe uma resposta