Review Redmi Note 5: smartphone completo e barato

A Xiaomi está evoluindo a cada ano e em 2018 tem smartphones excelentes com preços bem abaixo dos concorrentes mais famosos e o Redmi Note 5 é um grande exemplo disso. Chegando com um hardware excelente, o custo-benefício dele é um dos seus grandes destaques, por isso hoje vamos ao Review Redmi Note 5.

O hardware do Redmi Note 5 é atual, chegando com chipset Snapdragon 636 Octa-core com núcleos Kryo 260 rodando a até 1.8 GHz aliado a 3, 4 ou até 6 GB de memória RAM e 32 ou 64 GB de armazenamento interno, sendo expansível via microSD.


ONDE COMPRAR?

CONFIGURAÇÃO AVALIADA

  • CHIPSET: Qualcomm Snapdragon 636
  • PROCESSADOR: Octa-core de 1.8 GHz
  • GPU: Adreno 509
  • MEMÓRIA RAM: 4 GB
  • MEMÓRIA INTERNA: 64 GB
  • CÂMERAS: Dual 12 MP + 5 MP e frontal de 13 MP
  • TELA: 5.99″ com resolução Full HD+
  • BATERIA: 4.000 mAh
  • CONEXÕES: 4G, WiFi 802.11 a/b/g/n/ac, Bluetooth 4.2 e GPS
  • LEITOR BIOMÉTRICO: Sim
  • DIMENSÕES: 15,8 x 7,5 x 0,81 cm (A x L x E)
  • SISTEMA: Android 8.1 Oreo (MIUI 9.5)

REVIEW REDMI NOTE 5

ACABAMENTO e DESIGN

A tendência atual na construção dos smartphones é o vidro na traseira, porém eu ainda prefiro o metal, pois deixa muito mais resistente e foi justamente essa escolha da Xiaomi no Redmi Note 5. Quando se coloca ele na mão, sente-se um aparelho muito bem construído, sendo bem firme com sua traseira e laterais em alumínio.

Quando se olha o Redmi Note 5 na parte traseira o aparelho que vem na mente logicamente é o iPhone X por conta de como a Xiaomi colocou a câmera dupla, mas é só uma pequena semelhança, de resto não parecem em nada. O design é bonito, porém achei a traseira do Redmi S2 mais bonita com linhas das antenas diferentes, já no Note 5 ficou faltando algo.

Apesar da tela grande de 5.99 polegadas, a pegada do Redmi Note 5 é muito boa, ele se encaixa bem nas mãos com suas dimensões de 158.6 x 75.4 x 8.1 mm. Mesmo quem tem mãos pequenas não vai ter dificuldade em usar o Xiaomi.

A cada geração a Xiaomi dá um grande salto na qualidade dos seus smartphones. Em relação ao Redmi Note 4X, a evolução foi muito grande na qualidade de construção e também no design graças a tela 18:9 ocupando quase toda frente do aparelho.

CÂMERAS

O Redmi Note 5 tem algumas versões diferentes em relação as câmeras. O modelo Pro vendido na Índia tem 20 MP f/2.2, 1/2.8″, 1µm na frontal, e na traseira 12 MP, f/2.2, 1.25µm, já o modelo global possui sensores os sensores: na frente tem 13 megapixels, mas f/2.0, 1.12µm e na traseira o sensor de 12 megapixels f/1.9, 1.4µm, dual pixel, o que traduzindo tudo isso significa que a versão global é melhor!

Nas gerações passadas as câmeras sempre estiveram abaixo do conjunto do smartphone, porém em 2018 a Xiaomi trabalhou bem e conseguiu equilibrar bem todo o aparelho, com isso a qualidade das fotos são boas e câmera frontal surpreende.

câmera frontal Redmi Note 5

O nível de detalhes da câmera frontal surpreende, mesmo em ambientes internos, como na imagem acima. No fundo os detalhes diminuem e pode haver um pouco de granulação, mas resultados são excelentes, bem superior a geração passada, nem se comparando. Via software, a câmera frontal também captura imagens com efeito bokeh, que são as fotos com fundo desfocado e o resultado é bem interessante.

selfie com fundo desfocado

O sensor principal traseiro tem os 12 megapixels com abertura f/1.9 e consegue entregar bons resultados, com nível de detalhes legais e baixa granulação, porém achei que as cores poderiam ser mais vibrantes, elas acabam ficando sem intensidade.

O foco é muito bom, destacando bem o local escolhido manualmente. Em ambientes internos a câmera também teve bons resultados, com imagens com pouca granulação, mas sempre faltando intensidade nas suas cores, algo que pode ser corrigido nas próximas atualizações de software da empresa.

Graças a câmera secundária de 5 megapixels ele também captura imagens com fundo desfocado e trabalha muito bem nisso, entregando boa qualidade nas imagens, mesmo com baixa iluminação.

A Xiaomi só poderia ter melhorado na qualidade dos vídeos, pois ele só filma em 1080p a 30 FPS, deveria pelo menos aceitar 60 FPS. E é na hora de gravar vídeos que dá para notar a limitação dos smartphones intermediários, pois a qualidade deixa a desejar, com nível de granulação elevada, porém a estabilização digital de imagem trabalhou bem.

No geral, o Redmi Note 5 entrega um bom conjunto, principalmente para fotos e também selfies, a qualidade nas gravações cai bastante, mas isso acontece com outros intermediários, então não dá para crucificar o aparelho da Xiaomi por isso.

DESEMPENHO

Já se foi o tempo em que o Android só rodava bem em smartphones flagships e olhe lá… agora aparelhos intermediários já entregam experiência de uso no dia a dia muito próximo dos tops de linha. O Redmi Note 5 conta com o novo Snapdragon 636 que conta com 8 núcleos Kryo 260 rodando a até 1.8 GHz, GPU Adreno 509 e a versão testada tem 4 GB de memória RAM.

No dia a dia o Redmi Note 5 responde muito bem e colocando lado a lado com Galaxy S9 Plus percebemos que ele abre muito rápido os apps, ficando a um piscar de olhos atrás. Isso para abrir apps como: discador, instagram, facebook, mensagens, configurações, gmail, youtube e play store. Só dá para notar diferença considerável na hora de abrir games pesados, quando o Redmi Note leva alguns segundos a mais.

Os 4 GB de memória RAM é suficiente para entregar bom multitarefa, porém a Xiaomi precisa melhorar, pois só consegui 15 apps abertos ao mesmo tempo, após abrir outros, notei que alguns foram fechados em segundo plano. No Zenfone 5 que estou analisando com os mesmos 4 GB ele foi até 25 apps, então isso é questão de configuração do sistema.

Se você gosta de jogos o Redmi Note 5 vai atender bem, rodando até mesmo títulos pesados, isso por conta do bom chipset, entretanto a qualidade gráfica fica mínima nos games pesados, como PUGB, Hitman, etc, porém não compromete a jogabilidade.

A experiência de uso em relação a performance com o Redmi Note 5 é muito boa e em nenhum momento enfrentei travamentos durante os muitos dias em que ele foi o meu smartphone principal.

SISTEMA

A cada atualização a MIUI vem se aperfeiçoando. Se antes as notificações eram problemas, atualmente já não é mais, sendo possível responder todas facilmente. E em relação a versão do sistema Google ele está muito atualizado, chegando com Android 8.1, porém a estrela principal é a MIUI 9.5 com toda personalização feita pela Xiaomi.

O Redmi Note 5 não tem nada haver com sistema puro do Mi A1, porém isso não é negativo, mas sim positivo, embora os fãs do sistema limpo não concorde. O pacote de apps que vem instalado na MIUI em sua grande maioria são muito úteis, como: gravador de voz, gravador de tela, Mi Remote (para função controle remoto) e o segurança (gerenciamento completo do smartphone).

Ainda na MIUI é possível duplicar contas de aplicativos, sendo fácil usar dois Facebook, dois WhatsApp, por exemplo. Vale ainda destacar o excelente gerenciamento de bateria, mas a autonomia revelaremos nas próximas linhas. E outro grande destaque é a navegação por gestos, onde é possível ocultar botões do Android, ganhar mais espaço e fazer tudo por gestos. Eu me adaptei muito bem e o Xiaomi foi o mais prático nessa função, sendo bem melhor que o OnePlus 6, o ponto negativo é que estranhamento há alguns lags nas transições quando está usando o recurso, coisa que não acontece com botões do Android.

E por último, não posso esquecer a possibilidade do dual-SIM 4G nos dois chips, recurso que está disponível em poucos aparelhos nessa faixa de preço. Então para quem usa dois chips e tem pacote de dados, vai poder sempre usar o 4G.

No mais, é o Android 8.1 que conta com multi idiomas, Play Store e todos updates via WiFi no próprio Redmi Note 5, que inclusive já roda o patch de segurança de junho.

TELA

Assim que liguei o Redmi Note 5 percebi a grande semelhança com o Redmi 5 Plus e aparentemente eles usam o mesmo display, o que é bom, afinal a qualidade da tela foi bem elogiada no Xiaomi. Ele possui bom ângulo de visão e boas core, não perdendo a qualidade e nem mudando tonalidade das cores, como acontece em telas mais baratas., porém como usa tecnologia IPS, não é tão vibrante como a Super AMOLED.

Falando em especificações, o display tem 5.99 polegadas com resolução Full HD+ de 1080 x 2160 pixels, o que representa uma densidade de pixels por polegada de 403, enquanto o aproveitamento da parte frontal alcança os 77.4%. O brilho é mais que suficiente para usar em qualquer ambiente, possuindo ajuste automático, recurso que falta no J7 Prime, por exemplo.

Ele já conta com display Full-View com proporção 18:9, as bordas são bem menores, porém nas próximas gerações ainda dá pra Xiaomi diminuir bordas e aumentar o aproveitamento de tela na parte frontal…

BATERIA

Quando testei o Redmi Note 4X a bateria foi um dos grandes destaques e com a nova geração isso não mudou! O Redmi Note 5 vem equipado com uma de 4000 mAh de capacidade, o que facilmente entrega dois dias de autonomia, o dobro da maioria dos aparelhos.

Mesmo com o uso intenso, é possível usar ele tranquilo por um dia e não se preocupar por onde anda o carregador. E falando nele, vale lembrar que ele conta com tecnologia de carregamento rápido, então além de durar muito, o Redmi Note 5 é rápido para recarregar.

Se você gosta de smartphone que possui grande autonomia de bateria, não tenha dúvidas, o Redmi Note 5 está entre os melhores…

VALE A PENA?

O custo-benefício é sempre o forte da Xiaomi! O Redmi Note 5 chegou até meio caro, porém após seu preço baixar, hoje é um dos campeões quando se fala em custo-benefício. Ele tem um hardware atualizado, câmera para selfie que entrega ótima qualidade, câmera dupla na traseira com boas fotos, embora para vídeos deixe a desejar.

A autonomia da bateria é outro ponto muito bom, assim como sua construção e o design em geral. O Redmi Note 5 tem muito mais pontos positivos que negativos, então não há dúvidas que vale a pena comprar o smartphone da Xiaomi!

Se você procura um smartphone na faixa dos R$600 a R$800 reais, o Redmi Note 5 está entre as melhores opções sem dúvidas!


ONDE COMPRAR?


PERGUNTAS E RESPOSTAS

Demora muito tempo para chegar?

Em geral as encomendas chegam muito mais rápido nesse período do ano (entre março a outubro). Enquanto o OnePlus 6 levou cerca de 21 dias corridos, o Redmi Note 5 demorou um pouco mais, foram 41 dias até receber em minha residência, um prazo aceitável, porém o normal é entre 25 a 30 dias.

Paga imposto?

Todo produto importado de uma loja pode ser taxado. Em média as taxas estão sendo na faixa dos R$230 a R$250 para quase todos os estados, exceto MG, RRS, SC e a capital da Paraíba, onde cobram ICMS, ficando a taxa na casa dos R$450. No caso do Redmi Note 5 paguei pouco mais de R$240 reais

É seguro comprar na GearBest?

Sim, 100% seguro! A loja já é nossa parceira de longa data, então pode comprar com tranquilidade. Você pode aprender a comprar corretamente na loja seguindo nosso tutorial AQUI.

O produto tem garantia?

Sim, a loja oferece 1 ano de garantia a partir da data da compra. Para saber mais sobre garantia, consulte termos no site da loja.

Se você tem alguma dúvida sobre o Redmi Note 5 ou de como importar o seu, entre já nos nosso grupos no WhatsApp:

NOTAS

ACABAMENTO e DESIGN - 8.8
CÂMERAS - 9
DESEMPENHO - 9
SISTEMA - 9
TELA - 9
BATERIA - 10
CUSTO-BENEFÍCIO - 10

9.3

O Redmi Note 5 é um smartphone com conjunto muito equilibrado, oferecendo câmeras que capturam ótimas fotos, uma bateria de grande autonomia, acabamento em alumínio, além de ótimo desempenho e preço acessível!

SMARTPHONE RECOMENDADO!
User Rating: 4.26 ( 4 votes)

Você vai gostar

6 Comments

    1. Carlos,

      Custo-benefício do Redmi Note 5 é bem melhor. câmeras melhores, bateria muito superior. O Moto Z2 Play tem respostas um pouco mais ágeis no dia a dia por conta do Android puro, mas nada significativo.

      Eu fico com Redmi Note 5 entre eles, conjunto superior.

  1. Thalisson tudo bem? Cara primeiro parabens pelo sei trabalho, sempre acompanho! Eu to em duvida, quero muito um RN5 , mas o MI A2 lite parece legal tbm, o snapdragon 636 é tão economico quanto o 625? Enfim, qual conjunto é melhor? Obrigadoo, abraço!!

    1. Valentim,

      Sim, o Snapdragon 636 é mais potente, principalmente parte gráfica e também tem muito eficiência e com bateria de 4000 mAh dura muito!

      Entre os dois, eu ficaria com o Redmi Note 5.

      Obrigado pela audiência e confiança em nosso trabalho.

Deixe uma resposta

Close
Close