Samsung turbina Galaxy Note 3 em benchmarks

É pelo visto a samsung não poupou em hardware na hora de projetar o novo membro da família Note: O novo Galaxy Note 3. Ele é o novo Phablet top da marca Samsung que tem deixado muitos outros aparelhos poderosos recentemente lançados para trás em testes de desempenho de aplicações tudo graças ao seu Processador quad-core Snapdragon 800 de 2.3 GHz, 3GB de memória RAM e memória interna de 32 ou 64 GB. Porém a Samsung parece não ter se contentado com o fato e segundo o site Ars Technica, a empresa coreana está turbinando o aparelho em testes sintéticos para ter uma nota maior.

A desconfiança começou quando o Galaxy Note 3 tirou uma pontuação muito acima do LG G2, sendo que os dois aparelhos possuem mesmo processador, GPU e resolução de tela, logo a pontuação tirada pelo Note 3 era pra ser apenas um pouco maior graças a sua memória RAM de 3GB contra a memória RAM de 2GB do G2.

Com essa desconfiança, o grupo Ars Technica descobriu que a Samsung colocou uma espécie de “Turbo Mode” no Galaxy Note 3 que apenas é ativado quando usa-se aplicações de Benchmarks, esse Turbo Mode faz os 4 núcleos do aparelho trabalharem em pico máximo de 2.3GHz durante os testes, fazendo o smartphone tirar nota máxima em pelos menos 25 aplicativos de benchmarks marcados em um arquivo interno do mesmo que faz o Turbo Mode funcionar. Para comprovar o fato, eles renomearam um dos benchmarks para Stealthbench deixando de ter o nome original Geekbench e com isso rodaram os testes novamente no aparelho e assim a nota do Galaxy Note 3 caiu pelo menos 20% do que ele havia tirado na aplicação original, simplesmente ficando colado no G2 e constatando ser verdade a desconfiança do time que colocou em prática os testes. Veja na imagem abaixo a diferença de resultado com “benchmark booster” e sem o mesmo:

geekbench-note-3

Vamos aguardar a posição oficial da Samsung sobre o caso para saber mais detalhes…

Via: Ars Technica

Você vai gostar

Deixe uma resposta

Fechar
Fechar