Recentemente há uma conversa sobre que a possibilidade, ou o desfecho, da TIM Brasil ser comprada e ser dividida entre a Claro, Oi e Vivo, em um negócio que chega a casa dos R$ 31,5 bilhões. Se isso realmente se confirmar, haverá uma reformulação gigantesca no mercado de telefonia e serviços móveis no país, porque a TIM é atualmente a segunda maior operadora do país, com 27% dos cliente, só perdendo para a Vivo e seus 29%.

Se por ventura a negociação for real e realizada, caberá a Anatel definir como será feita a divisão e de que forma ocorrerá a distribuição dos clientes da TIM para as três operadoras. Com tudo, a TIM liberou um comunicando dizendo que não há nenhuma negociação sendo estudada pela diretoria e a Telecom Italia, sua controladora sediada na Itália.

Graças a essa possibilidade de compra e venda, as ações da TIM e Oi subiram 12% e 20% respectivamente, mas um executivo da operadora italiana deixou claro que a controladora da TIM se reserva no direito de avaliar e estudar qualquer oferta que fizessem pelo controle da subsidiária brasileira.

Fontes: 1 e 2

COMPARTILHE
Estudante de Bacharelado em Ciência da Computação, 20 anos, colaborador do Tudo em Tecnologia trazendo dicas e novidades das plataformas móveis: Android, Windows Phone e iOS.

Deixe uma resposta