A Xiaomi entrou no mercado brasileiro com grandes expectativas, afinal, a “Lei do Bem” daria oportunidade para empresa fabricar smartphones por aqui e vendê-los com preços bem agressivos. Porém tudo mudou no final de 2015, quando Governo Federal suspendeu a lei que iria até final de 2018 e para agravar mais a situação, vem as alterações sobre a partilha do ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) entre estados, que afetou sobretudo empresas de comércio eletrônico e como Xiaomi vende tudo pela internet, foi afetada drasticamente.

Redmi 2 Pro
Redmi 2 Pro

Com essas mudanças, a empresa chinesa anunciou que não pretende lançar novos smartphones no mercado brasileiro em um futuro próximo, porém destacou que não está deixando o país, conforme comunicado enviado ao G1:

“Com as mudanças constantes nas regras de fabricação e na tributação para as vendas via e-commerce no Brasil no final de 2015 e que ainda não estão solidificadas, a Xiaomi optou então por não fazer novos lançamentos no país no curto prazo.”

Mas quem gosta dos smartphones da Xiaomi, sabe que pode importá-los facilmente, como já publicamos várias promoções.

FONTEG1
COMPARTILHE
Ex-estudante de Educação Física. Abandonei a carreira de professor de Educação Física para entrar de vez no mundo dos Gadgets com o Tudo em Tecnologia. Seja bem-vindo ao Tt!

Deixe uma resposta