Depois de receber rapidamente o Android 7.0 Nougat, o Moto Z recebeu um update que tem irritado seus usuários, pois ao que parece diminui a performance do dispositivo.

O problema agora é que o Moto Z está hibernando seus núcleos de alto desempenho após poucos minutos de uso, reduzindo bruscamente o poder de fogo do smartphone. O único método encontrado para reativar tais núcleos é reiniciando o aparelho, porém os mesmos são desligados novamente pouco tempo depois.

Com esse “corte”, o poder de processamento do Moto Z cai drasticamente. Para exemplificar melhor, antes o aparelho chegava a marcar 123.793 pontos no AnTuTu, famoso aplicativo de benchmark, porém, com a atualização, agora só marca 91.058 pontos, reduzindo o seu poder em mais de 30.000 pontos.

A Motorola divulgou um comunicado a respeito do problema, confira:

“A Moto informa que recebeu relatos isolados de problemas atribuídos ao upgrade para o Android N e está averiguando caso a caso. A companhia afirma ainda que está investigando o resultado fornecido pelo aplicativo citado e, assim que a análise for concluída, voltará a se posicionar. ”

Porém o caso não é isolado, diversos proprietários do aparelho no mundo inteiro estão reclamando sobre o problema, inclusive em fóruns da própria Lenovo, onde a quantidade de reclamações só aumenta a cada momento.

Vamos aguardar a solução do problema por parte da Lenovo, e tomara que, pelo valor pago no aparelho, a correção venha o mais rápido possível.

A Motorola Brasil entrou em contato com o Tudo em Tecnologia e emitiu uma nota esclarecendo a questão:

A Motorola está comprometida em oferecer o melhor desempenho possível para seus aparelhos e todos os nossos dispositivos são analisados e testados regularmente, tanto para os lançamentos de produtos quanto para atualizações e upgrades. No caso do Moto Z com Android N, todos os núcleos são utilizados normalmente, conforme a demanda por processamento e sem diferenças com a versão anterior. No entanto, nessa última atualização, foram introduzidas algumas medidas de segurança mais rigorosas, o que fez com que aplicativos que fazem a leitura do estado dos núcleos não tenham mais acesso total a estas informações de forma contínua, resultando na exibição de dados incorretos sobre o estado de funcionamento do processador. A Motorola está ciente do ocorrido e já está trabalhando em uma correção que permitirá a estes aplicativos obterem as informações reais sobre o estado da CPU e frequências de funcionamento.
FONTELenovo Brasil
COMPARTILHE

4 COMENTÁRIOS

  1. Na verdade não é que o Android 7 Nougat diminui o desempenho. Quando ele recebeu a versão 7 estava ótimo, porém a aproximadamente 15 dias ela liberou uma atualização corrigindo os problemas do áudio nas notificações causando todo esse problema. Eu tenho o Moto Z e já verificava ele com o CPU-Z e estava normal e depois da atualização começou a hibernação dos núcleos de alto desempenho.

Deixe uma resposta