Presidente dos Estados Unidos pretende salvar a ZTE de encerrar atividades globais

Em abril, a ZTE, fabricante de smartphones chinesa, foi proibida de comprar qualquer componente de empresas norte-americanas por, supostamente, ter violado uma sanção comercial imposta ao Irã. Isso fez com que a marca ficasse impossibilitada de adquirir chips da Qualcomm e até mesmo o Android, ambos usados em seus smartphones. Devido a esse “tumulto”, a empresa anunciou o fim de suas atividades globais.

Porém, para evitar perdas de empregos na China, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que pretende salvar a ZTE, anunciando que trabalha em parceria com o governo chinês para que a fabricante não feche as portas. O presidente americano disse que já alertou o Departamento de Comércio para que leve a medida adiante.

VEJA TAMBÉM

ZTE Axon 7
Imagem: Android Authority

No entanto, até agora, não temos muitas informações de como seria esse “desbanimento” da ZTE, para que a fabricante volte a negociar com importantes empresas americanas. De qualquer forma, o governo chinês elogiou a atitude de Donald Trump dizendo: “aplaudimos a atitude positiva dos Estados Unidos a respeito da ZTE e seguimos em estreita comunicação com eles”. Agora, vamos aguardar para sabermos mais detalhes sobre este caso.

Via
Tecmundo

Você vai gostar

Um Comentário

  1. Este Trump é um fanfarrão, bate depois amolece…mas ele sabe que se for muito ríspido também sofrerá sansões e represálias do governo chinês em relação as empresas/produtos norte americanos que são comercializados por lá, ou seja, pau que bate no Chico também bate no Francisco!

Deixe uma resposta

Fechar
Fechar