Quando a Asus lançou o ZenFone 2 surpreendeu o mundo com os seus 4 GB de memória RAM. Porém o smartphone pecou em alguns pontos, sendo o principal a autonomia, onde sofria para alcançar mais de 3 horas de tela com uma carga. Para o novo modelo a empresa trocou a Intel pela Qualcomm, então vamos ao Review ZenFone 3 ZE552KL e descobrir suas principais características.

A configuração do ZenFone 3 entrega bom hardware, sendo capaz de oferecer uma performance excelente, mas será que na prática é isso mesmo que encontramos? Isso vamos descobrir nas próximas linhas em uma análise completa do smartphone.

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS:

  • CHIPSET: Snapdragon 625 64-bit;
  • PROCESSADOR: Octa-core (8x A53 até 2.0 GHz);
  • GPU: Adreno 506;
  • MEMÓRIA RAM: 4 GB;
  • MEMÓRIA INTERNA: 64 GB (expansível);
  • CÂMERAS: 16 megapixels com flash dual-LED e frontal com 8 MP;
  • TELA: 5.5″ IPS com resolução Full HD;
  • BATERIA: 3000 mAh;
  • DIMENSÕES: 152.6 x 77.4 x 7.7 mm (A x L x P);
  • SENSORES: Leitor biométrico, acelerômetro, giroscópio, proximidade, bússola;
  • SISTEMA: Android 6.0.1 Marshmallow.

REVIEW ZENFONE 3 ZE552KL

ACABAMENTO e DESIGN

zf3-acabamento

O antecessor do ZenFone 3 tinha uma construção toda em plástico e sofreu críticas nesse aspecto. Então a Asus ouviu os consumidores e lançou o ZF3 com construção premium. Agora o smartphone tem construção de metal nas laterais e traseira de vidro, sendo muito mais bonito também.

Logo de cara, a primeira impressão é um smartphone bem superior em construção que o ZF2. O ponto negativo da traseira de vidro é que ela é bem escorregadia e também pode trincar em quedas.

zenfone-3-1

O design melhorou muito e o ZenFone 3 esbanja beleza, se bem que ele poderia ter bordas menores e os botões touch iluminados. Mas será muito difícil alguém não gostar das belas linhas com a linha cromada em volta do aparelho. Só que o vidro na traseira mancha fácil, algo já esperado.

zf3-design

Em relação as dimensões, o ZenFone 3 ficou bem mais fino, agora tem somente 7,7 mm contra os 10,9 mm do antecessor. Altura e largura permanecem as mesmas, com 15,2 cm e 7,7 cm respectivamente, ou seja, é um aparelho grandinho.

CÂMERAS

O ZenFone 3 conta com novos sensores, tanto para câmera traseira, como para câmera frontal. O principal tem 16 megapixels com abertura f/2.0, estabilização óptica de imagem (4 eixos), flash dual-LED e faz filmes em 4k. Já para selfies ele tem 8 megapixels com abertura f/2.0 e qualidade máxima 1080p.

zf3-cameras

Na prática a qualidade das fotos melhoraram bastante e os vídeos também, além da qualidade 4k, tem estabilização óptica de imagem.

p_20161121_102208_vhdr_auto

A câmera faz boas fotos, o problema é quando a iluminação cai, ai a qualidade também vai diminuir. É uma boa câmera para um smartphone intermediário.

Já a câmera frontal ficou muito melhor. As selfies em ambientes bem claros saem muito boas. Com baixa iluminação, novamente e já esperado, a qualidade diminui, mas continua sendo mais que suficiente para redes sociais.

No geral, ficamos satisfeitos com as câmeras do ZenFone 3. Ela não entrega a qualidade de um flagship, mas não decepciona entre os intermediários.

CONEXÕES

O ZenFone 3 não decepciona em relação a conectividade, porém não traz nada que surpreenda. O WiFi é padrão AC (Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac), conta com 4G LTE, é dual-SIM, aceita cartão microSD, mas nesse caso o usuário tem que escolher entre os dois chips ou usar 1 chip-SIM e um microSD. Lembrando que ele aceita um Nano-SIM e um Micro-SIM, porém como um dual-SIM, faltou recurso inteligente para escolher qual SIM usar na hora de efetuar as ligações.

zf3-conexoes

Ele tem os seguintes sensores: acelerômetro, giroscópio, proximidade, bússola, além do leitor biométrico que fica na parte traseira, é só encostar o dedo e desbloquear o ZF3, porém achamos melhor a biometria no parte frontal.

DESEMPENHO

Ano passado o ZenFone 2 surpreendeu o mundo com seus 4 GB de memória RAM e para o ZF3 a Asus manteve a receita, são 4 GB de RAM, porém agora com 64 GB de armazenamento e ainda expansível.

zf3-desempenho

Porém agora sai Intel e entra o novo chipset da Qualcomm, o Snapdragon 625 64-bit com 8 núcleos rodando a até 2.0 GHz e GPU 506. Com esse conjunto o desempenho não decepciona, pois durante os testes o ZenFone 3 sempre respondeu muito rápido nas tarefas do dia a dia.

O ZenFone 3 abre rapidamente os aplicativos e games, assim com o desempenho para alternar entre eles é muito bom. Mas bem que ele poderia ficar com uns 20 apps abertos em segundo plano, já que 4 GB de RAM é suficiente, porém com 15 apps, ele já começa a encerrar algumas tarefas.

zf3-apps

Testamos o smartphone também com alguns jogos e ele foi muito bem, rodando sem engasgos. Mas a qualidade gráfica é mediana, já que a GPU Adreno 506 é limitada. O mesmo jogo em uma GPU melhor, como Adreno 510 roda com mais qualidade gráfica.

zf3-antutu-2

SISTEMA

A Asus demorou muito para atualizar o ZF2 para Android 6.0.1 e até hoje recebe críticas dos usuários por conta de bugs. Já o ZF3 já vem de fábrica com o Marshmallow e com nível de patch de segurança do Android atualizado (mês de setembro).

zf3-andoid

Sua interface é própria, a ZenUI 3.0 que conta com personalização agressiva e tem bons recursos agregados, como o localizador rápido ZenUI, onde basta deslizar o dedo na tela e ele mostra os apps utilizados recentemente, contatos favoritos, etc.

A Asus oferece uma grande personalização, onde é possível mudar os ícones, instalar temas, além de escolher o tamanho da grade de ícones, o que é excelente. E para quem acha que a ZenUI é pesada está se enganando, o sistema responde muito rápido e não notamos lags em sua interface.

Agora se tem uma coisa que a Asus ainda peca são os aplicativos pré-instalados, se bem que diminuíram bastante, mas os 19 apps são exagerados e dá para melhorar isso.

Alguns apps são interessantes, como editor de vídeo, gravador de som, medidor laser, porém eles deveriam ser opcionais, onde o usuário poderia baixar posteriormente, porém vale destacar o Asus Mobile Manager, onde é possível gerenciar as permissões dos Apps, assim como o início automático dos mesmos, o que se bem configurado, pode certamente ter melhorias na bateria e também na performance.

zf3-mobile

No mais é o Android 6.0.1 e com toda Play Store para baixar os apps, jogos, etc. É praticamente certeza que ele receber o Android 7 Nougat, só esperamos que a Asus não demore tanto.

TELA

Para quem já usou o ZenFone 2 percebeu que a tela é até boa, mas o brilho muito baixo, mesmo no máximo. Já no ZenFone 3 a Asus corrigiu isso e o aparelho está ótimo nesse ponto. O display IPS tem 5,5 polegadas com resolução Full HD de 1920 x 1080 pixels.

zf-tela

O display tem proteção Corning Gorilla Glass, porém a Asus não especificou a versão. O vidro 2,5D mancha muito fácil, o que incomoda às vezes. Mas em geral a qualidade da tela é boa e tem o modo vívido para quem está acostumado com cores mais vívidas de um display Super AMOLED. É uma evolução em relação ao antecessor, mas a Asus ainda está longe da Samsung nesse ponto.

zf3-tela-3

BATERIA

A capacidade continua a mesma da geração passada, são 3000 mAh, porém agora o novo chipset Qualcomm comprovou que o Intel era um gastão, pois a autonomia melhorou muito. Antes o ZF2 se esforçava para ter uma autonomia com 3 horas de tela. Com o ZF3 a história mudou, agora conseguimos ultrapassar 6 horas facilmente com uso misto de 3G/4G e WiFi.

zf-bateria

Com uso mais econômico é possível chegar a 7 horas de tela com uma única carga, o que fica muito acima do Galaxy S7, Mi 5 e do LG G5 SE que já testamos aqui. Infelizmente ele não é compatível com tecnologia de carregamento rápido.

VALE A PENA?

zf3-conclusao

O smartphone entrega uma excelente performance, onde não decepciona, tendo respostas rápidas em qualquer tarefa e rodando bons games. Suas câmeras estão dentro do esperado para sua faixa de preço, enquanto seu acabamento evolui muito com sua construção em metal e vidro. Já sua bateria entrega ótima autonomia, ou seja, o ZenFone 3 tem um bom conjunto.

Ficou claro que a Asus acertou no ZenFone 3 e estamos diante de um aparelho mais equilibrado que o antecessor, porém com isso o preço ficou mais alto. O nosso aparelho veio da GearBest.com e lá custa aproximadamente R$1054 (confira aqui), porém tem taxas, que em média ficam na faixa dos R$200. No Brasil seu valor sugerido é de R$1899.

No geral, vale sim muito a pena comprar o ZenFone 3, um smartphone potente, bonito e que pode ser comprado por um valor bem interessante.

REVIEW GERAL
CÂMERAS
8,5
SISTEMA
9,0
DESEMPENHO
9,5
TELA
8,7
BATERIA
9,3
CUSTO-BENEFÍCIO
9,0
COMPARTILHE
Ex-estudante de Educação Física. Abandonei a carreira de professor de Educação Física para entrar de vez no mundo dos Gadgets com o Tudo em Tecnologia. Seja bem-vindo ao Tt!

4 COMENTÁRIOS

    • 100% confiável Rafael.

      A taxa está sendo basicamente padrão na casa dos R$200. Agora no RS e MG pagam a mais o ICMS, ai taxa fica em uns R$320. Se você é desses estados, não compensa muito. Porém para quem for pagar no máximo R$200, ai vai valer a pena sim, vai sair por R$1250.

  1. Aparelho fantástico, vale muito a pena. Único pecado é a Asus não disponibilizar para os usuários um sistema de gerenciamento dual sim como a Samsung tem, LG, Motorola. Você tem que selecionar manualmente o cartão que irá ligar, ruim para quem usa bluetooth no carro, você sempre terá que interagir com a tela do celular. Para saber as operadoras dos contatos terá que usar um programa de terceiro. Só não dou nota 10 por isso.
    Usava um Galaxy S5 e o sistema Chamada Certa era muito prático, Asus tem que implementar essa solução urgente.

Deixe uma resposta