Um executivo sênior da Samsung confirmou que a empresa está negociando com várias fabricantes de smartphones, incluindo a ZTE, para fornecer seus chipsets Exynos. Com isso, a gigante sul-coreana tentará rivalizar diretamente com a Qualcomm, que atualmente domina o mercado de chipsets móveis. A Samsung gera uma quantidade significativa de lucros com seus chips, e já faz algum tempo que a fabricante vem reforçando esse setor, que inclui sensores de imagens e chips automotivos.

Atualmente, a Samsung utiliza os chipsets Exynos em seus próprios smartphones high-end da linha S, tendo apenas um cliente externo, a fabricante chinesa Meizu. Inyup Kang, chefe da Samsung System LSI, disse que a empresa já está conversando com várias fabricantes de smartphones, e espera anunciar seus novos clientes no primeiro semestre de 2019.

Exynos 9810 – processador do Galaxy S9

VEJA TAMBÉM

Essa medida pode ajudar bastante a ZTE, que foi proibida pelos Estados Unidos de comprar qualquer componente de software ou hardware fabricado por empresas norte-americanas, e isso inclui os chips da Qualcomm. Recentemente, o governo taiwanês também decretou que as empresas de Taiwan terão que obter permissões para vendas componentes para ZTE. No entanto, a MediaTek cumpriu as regras e está apta para fornecer seus chips para à ZTE.

A Qualcomm também vem sofrendo forte concorrência com a Huawei, que fabrica seus processadores móveis destinados a seus próprios smartphones e os da submarca Honor. Em meio a tudo isso, com a Samsung em busca de novos clientes e o crescimento da Huawei, 2019 pode ser o ano de grande concorrência no mercado de chipsets.

Deixe uma resposta