Vício em smartphones afeta saúde mental dos jovens

Os smartpones são muito úteis no nosso dia a dia, principalmente levando em conta toda a praticidade que nos oferecem. No entanto, o uso exagerado desses aparelhos tem afetado muito nossas vidas, principalmente levando em conta o público jovem. Prova disso é que um novo estudo realizado pela revista BMC Psychiatry, cerca de 23% dos jovens são muito dependentes de smartphones.

De acordo com essa pesquisa feita por King’s College London, o uso exagerado desses dispositivos acabam afetando a saúde emocional de seus usuários, uma vez que essas pessoas entram surtam e se sentem frustadas quando não estão conectadas. Como consequência, isso acabará trazendo inclusive danos permanentes para a saúde mental desses jovens.

Veja também:

Para comprovar esse fato, o estudo envolveu 42.000 jovens. Ao entrevistar cada um deles, descobriu-se que pelo menos 23% são viciados em seus smartphones. Nesse sentido, o vício acaba atrapalhando o desempenho desses jovens em outras atividades importantes da vida, além de causar mau humor, estresse e muitas vezes, até messmo insônia.

Nicola Kalk, do Instituto de Psiquiatria, Psicologia e Neurociência do King’s College London, declarou: “Os smartphones continuarão a existir e é necessário entender a prevalência do uso problemático de smartphones”. ‘Não sabemos se o smartphone em si pode ser viciante ou os aplicativos que as pessoas usam. No entanto, é necessário aumentar a conscientização sobre o uso de crianças por crianças e jovens, e os pais devem estar cientes de quanto tempo seus filhos passam em seus telefones”, informa Kalk.

Certamente, a tecnologia que temos presente hoje em nossas mãos se tornou essencial para uma vida mais prática. Todavia, um uso mais equilibrado fará bem para todos, incluindo os jovens.

Deixe uma resposta